quarta, 19 de setembro, 2018

Coronel assegura isenção de magistrado ao receber pedido de CPI da Fonte Nova

Presidente da Alba encaminhou requerimento, entregue por sete deputados da oposição, para análise e parecer da Procuradoria Geral da Alba. “Vou agir como um magistrado, com isenção, na condição de presidente da Casa”. Assim o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado Angelo Coronel (PSD), reagiu, na tarde desta segunda-feira (5), ao recebimento da proposta da bancada de oposição para instauração de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), com vista a apurar supostas irregularidades no contrato firmado entre a gestão anterior do Governo do Estado e o Consórcio Fonte Nova Participações, nas obras de construção do Estádio Arena Fonte Nova. O chefe do Legislativo estadual encaminhou, imediatamente, o pedido para a Procuradoria Geral da Casa, para que a mesma se pronuncie. “É preciso que a Procuradoria Geral analise o pedido e emita um parecer, se há fato pertinente, e o requerimento em conformidade com o Regimento Interno da Alba e com a Constituição da Bahia”, observou Coronel. O documento foi entregue pelo novo líder da oposição, deputado Luciano Ribeiro (DEM), no gabinete da presidência, acompanhado dos seguintes parlamentares: Leur Lomanto Júnior (MDB), Sandro Régis (DEM), Carlos Geilson (PSDB), Adolfo Viana (PSDB), Luciano Simões Filho (MDB) e Tom Araújo (DEM). O emedebista Leur Lomanto pontuou as 21 assinaturas de deputados no documento - quorum mínimo exigido à instauração da CPI -, e solicitou do presidente agilidade na apreciação do mérito. O líder demista exaltou a postura de independência de Angelo Coronel na condução da Alba. Fotos: Paulo Mocofaia -- Imagem inline 1 Assessoria de Comunicação da Presidência 3115-5325/3115-7334

Publicidade Baixo Internas
Nublado26° Cquarta, 19 de setembroSalvador, BA84%19 KM/h