terça, 12 de dezembro, 2017

Iniciativa ocorre há cinco anos e leva conteúdo filmatográfico para funcionários e visitantes

Projeto Cineclube Bravo é vencedor do Prêmio Ser Humano

 

 

 

 

Cineclube Bravo! projeto que leva conteúdo filmatográfico para milhares de pessoas em Salvador, foi o vencedor do Prêmio Ser Humano, promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), na categoria Gestão de Pessoas. O evento aconteceu no Othon Palace Salvador, na capital baiana. O Cineclube Bravo é desenvolvido pelo Grupo LM há cinco anos e já exibiu mais de 4 mil minutos de conteúdo para um público de cerca de cinco mil pessoas, entre integrantes do grupo, convidados e visitantes. O Grupo LM, com sede na Bahia, atua há 38 anos no mercado nacional.

 

Segundo Aurora Mendonça, sócia-diretora do grupo, o prêmio é um sinalizador da importância de projetos como este para a valorização de iniciativas voltadas ao estímulo ao pensamento criativo. “Entendemos a cultura como um fator transformador. As organizações têm que atentar para o fato de que é possível formar cidadãos a partir do contato com a informação cultural de qualidade. Focamos em dois aspectos: a preservação e promoção do nosso patrimônio cultural e a valorização do capital criativo e intelectual existente no país”, afirma.

 

Cineclube Bravo! apresenta semanalmente um curta-metragem brasileiro, exibido em duas salas localizadas em Salvador. Uma na matriz da empresa e outra na Bravo Caminhões e Ônibus, uma das três empresas do grupo. O conteúdo também é replicado na intranet, através de divulgação interna via e-mail marketing para todas as 26 unidades e seus 790 integrantes e, também, para quase doze mil pessoas através de postagens nas redes sociais. Segundo Aurora Mendonça, a ideia é valorizar a cultura nacional e promover entre funcionários e convidados um cenário de diálogo, de pensamento crítico e de interação.

 

O incentivo à Cultura e ao desenvolvimento das pessoas no ambiente organizacional através da arte, tem sido uma marca do Grupo LM. A organização investe na cultura, patrocinando publicações, espetáculos, exposições, entre outras ações. Entre as últimas realizações, a Exposição Aos Olhos de Caymmi, que celebrou os cem anos do artista, e passou por Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro. Outro recente investimento em Cultura realizado pelo Grupo LM, foi no memorial A Casa do Rio Vermelho, moradia, durante décadas, dos ilustres escritores Jorge Amado e Zélia Gattai. No memorial é possível conhecer apenas aspectos da vida do casal, além de ícones importantes da obra do escritor. Reaberta desde novembro de 2014, a Casa é um dos principais pontos turísticos e novo espaço cultural da capital baiana.

 

A publicação de livros e as artes cênicas tem recebido atenção especial do Grupo LM. Desde 2011, já foram publicados os livros de fotografia “Cairu, Cidade do Sol”, e “Encantos de Tinharé”, de Rui Rezende. Foram lançados ainda o livro “Iaba” – Carybé, o único conto literário do artista e “Semiótica”, de Bel Borba. As peças de teatro “Arte”, com o ator Wladimir Brichta e “A Caixa não é de Pandora”, com Andrea Elia Neves, também contemplados. Esta última peça rodou o país com apresentações. 

 

O Prêmio Ser Humano foi instituído em 1993 e se consolidou como instrumento de valorização das melhores iniciativas dedicadas ao desenvolvimento das pessoas dentro e fora das organizações, assim como de estímulos `criatividade e identificação de novos talentos.

 

Informações à Imprensa

Agência de Textos 71 3271.7171

 

Cinthya Medeiros 71 9918.9636

 
Publicidade Baixo Internas