quinta, 02 de dezembro, 2021

90 oficiais da reserva do Exército falam em guerra civil e atacaram o STF e a imprensa dizendo que falta nobreza, decência, dignidade, honra e patriotismo, não a todos

 
Um grupo de 90 oficiais da reserva do Exército divulgou no sábado, 23, uma nota de apoio ao ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, na qual, em tom de ameaça, atacam o Supremo Tribunal Federal (STF), a imprensa e falam em “guerra civil”.
“Faltam a ministros, não todos, do stf (sempre grafado em letras minúsculas), nobreza, decência, dignidade, honra, patriotismo e senso de justiça. Assim, trazem ao País insegurança e instabilidade, com grave risco de crise institucional com desfecho imprevisível, quiçá, na pior hipótese, guerra civil”, diz o texto.

Dita Sampaio - Estadão

Publicidade Baixo Internas