terça, 30 de novembro, 2021

Bolsonaro é aconselhado a não reagir contra o que o ministro Celso de Melo quer, mesmo se achando na razão

Veja o comentário de Valtério Pacheco o editor deste Site
Isso parece com a história do vendedor de armas, que fazia com que dois reis se desentendessem, para em seguida, vender as suas armas de guerra aos dois reis. Nesse caso aqui o vendedor de armas é o diabo, ele fica escondido atrás das togas atirando lenha na fogueira para pegar fogo na Praça dos Três Poderes, através das armas chamadas, contendas e discórdias.
Isso que o ministro Celso de Mello quer, não passa de de algo desnecessário e de uma perseguição do Ministro Celso de Mello e do ex-ministro Moro querendo aparecer, querendo entrar em sena novamente, porque ele já era, e falta poucos meses para o ministro Celso de Mello, também se tronar um ex, um encolhido e esquecido pelas grandes massas.
Presidente cuidado com o que está por trás da moitas, porquê dessa vez, são muitas moitas. O diabo quando não vem, manda os seus secretários, para atirarem fogo chamado conflitos, como fazem na Amazônia e depois acusam Bolsonaro.
Deus está falando através da linguagem literal, figurativa e simbólica. Quem tem discernimento,entenda o que o Espírito de Deus está falando.O homem natural, pode ser doutor mil vezes, mas não entende a linguem sobre natural, porém uma pessoa leiga, se tiver o Espirito Santo entende. A bíblia diz que o deus desse século, cegou o entendimento dos incrédulos para não compreenderem as escrituras, nem o poder sobre natural de Deus.O deus desse século é diabo, por isso está escrito com letra minúscula. O diabo está governado e operando no mundo, mas quem está governando e quem está operando na igreja de Jesus é Deus com letra maiúscula.
Publicidade Baixo Internas