quarta, 25 de abril, 2018

O Deputado Coronel presidente da ALBA, disse que governo da Bahia está “revolução na saúde pública”.

 

 

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, Angelo Coronel (PSD), participou hoje (15.12), ao lado do governador Rui Costa, do vice-governador João Leão, do ex-governador Jaques Wagner, dos senadores Otto Alencar e Lídice da Matta, da presidente da Assembleia de Carinho, Eleusa Coronel, do secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, e do prefeito de Ilhéus, Mario Alexandre, da inauguração do ultramoderno Hospital Regional da Costa do Cacau, situado na rodovia Itabuna-Ilhéus. Ao lado de Rui, Coronel descerrou a placa de inauguração do HRCC, que tem investimentos de mais de R$ 120 milhões, 225 leitos - sendo 30 de UTI - distribuídos entre as especialidades clínica médica e clínica cirúrgica.

Com cerca de 500 profissionais, entre médicos e paramédicos, o Hospital Regional da Costa do Cacau já tem programadas cerca de 440 cirurgias, que serão realizadas quando o hospital começar a funcionar, depois de manhã, no domingo. Implantado em um terreno de 55 mil m2 e área construída de 17,5 mil m2, às margens da BR-415, o Hospital possui o que há de mais moderno em tecnologia para a saúde. Trata-se do primeiro hospital público do interior baiano com serviços de alta complexidade, como cirurgia cardíaca e hemodinâmica.

“O governador Rui Costa, ao lado do secretário Fábio Vilas-Boas, promove uma verdadeira revolução na saúde pública da Bahia. Somente neste mês inauguramos hospitais regionais e grandes policlínicas em Teixeira de Freitas, Seabra, Irecê e Ilhéus. Este Hospital da Costa do Cacau, referência para 67 municípios que abrigam uma população de 1,6 milhão de habitantes, seguramente é um dos mais modernos do país. Cerca de 80% do povo da Bahia mora no interior e os serviços de alta complexidade só eram oferecidos na capital. Com o HRCC, o governador Rui Costa estabelece um novo paradigma na saúde baiana”, elogiou Coronel, lembrando que este ano ainda serão entregues a policlínica de Jequié e a ampliação do Hospital Roberto Santos, em Salvador.

Dentre os equipamentos de ponta do HRCC, destaca-se a central de hemodinâmica – hoje, a mais moderna do país, totalmente digital, capaz de realizar, com exames em 3D, procedimentos de cateterismo cardíaco, cerebral e vascular periférico. Além dos tradicionais exames cardiológicos, a central hemodinâmica vai tratar de aneurismas e más formações cérebro-vasculares.

 “Estamos realizando um sonho ao entregar para essa região serviços inéditos de alta complexidade e um grande hospital equipado com o que há de melhor. A Região Cacaueira passa a ser centro de referência estadual para a neurointervenção e cardiologia intervencionista. Com esse hospital, damos seguimento ao compromisso assumido pelo Governo do Estado de descentralizar e regionalizar a alta complexidade da saúde na Bahia. Com o HRCC funcionando, o Hospital Luiz Viana Filho, em Ilhéus – inaugurado em 1971 - será transformado em Hospital Materno Infantil”, lembra o secretário Vilas-Boas.

                   “O governador Rui Costa está certíssimo quando afirma que em lugar nenhum do mundo – seja China, Estados Unidos ou Europa – exista um hospital em cada comunidade. Hospitais são caros, tanto para construir como para manter, por isso é importante que sejam, principalmente, de referência. Quando um paciente se desloca para Salvador ou para São Paulo é porque vai atrás do melhor. Com esse hospital ultramoderno, a população da região Sul tem agora uma opção muito mais perto. E, no ano que vem, teremos o início das obras de uma grande policlínica em Itabuna”, anuncia Angelo Coronel.

 

OBRAS EM MASCOTE

 Continuando sua maratona de três dias pela Região Cacaueira, o presidente Angelo Coronel acompanha amanhã o governador Rui Costa ao município de Mascote, onde assina ordens de serviço para a construção de pontilhões, na BA-270, entre Mascote e Canavieiras; e na BA-672, entre Mascote e Santa Luzia. No distrito de São João do Paraíso, Rui e Coronel inauguram quadra esportiva no Colégio Fábio Souto e unidade básica de saúde.

 
 
Fotos - Vaner Casaes
Publicidade Baixo Internas