segunda, 14 de outubro, 2019

Prisão de Aécio Neves será votada na semana que vem. Veja outras notícia quentes

 
O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), informou hoje (13) que levará o pedido de prisão contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) para julgamento na Primeira Turma da Corte na próxima terça-feira (20). Já a irmã do senador, Andrea Neves seguirá presa, decidiu a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal. Foram favoráveis a manutenção da preventiva os ministros Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Rosa Weber. Alexandre de Moraes e o relator Marco Aurélio Mello defenderam a revogação da punição. (Via Agência Brasil e Estadão)
Cunha vai prestar depoimento em inquérito que investiga Temer
O ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso na Lava-Jato desde outubro do ano passado, vai prestar depoimento amanhã para instruir o inquérito que investiga o presidente Michel Temer por corrupção passiva, obstrução à Justiça e participação em investigação criminosa. Cunha é investigado no mesmo inquérito, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). (Via Agência O Globo)
Gilmar classifica como &39;bobagem&39; críticas ao TSE
O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, classificou como "bobagem" as críticas de que o órgão fez um julgamento mais político do que jurídico ao livrar o presidente Michel Temer da cassação na semana passada. O placar terminou em 4 a 3 pela absolvição do peemedebista e Gilmar foi um dos que votou contra a cassação. (Via Estadão)
Rocha Loures alega ameaça em presídio e será transferido para PF
Depois de relatar suposto risco à sua vida no presídio da Papuda, em Brasília, o ex-deputado e ex-assessor do presidente Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures, será transferido para a carceragem da Polícia Federal. A ordem partiu do ministro Edson Fachin, relator dos processos relacionados à Operação Patmos, que centraliza as revelações da delação premiada da JBS. (Via Veja.com)
Sérgio Cabral condenado a 14 anos e 2 meses por corrupção e lavagem
O ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB-RJ) foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro a 14 anos e 2 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato. O peemedebista foi acusado por propina de pelo menos R$ 2,7 milhões da empreiteira Andrade Gutierrez, entre 2007 e 2011, referente as obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), da Petrobrás. (Via Estadão)
CVM multa Eike em R$ 21 mi por uso de informação privilegiada
A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aplicou uma multa de 21 milhões de reais ao empresário Eike Batista pelo uso de informação privilegiada na negociação de ações da OSX, braço de construção naval do grupo que controlava. O julgamento tinha sido iniciado em 25 de abril, mas foi suspenso por pedido de vista. (Via Veja.com)
Chacina deixa cinco mortos em praça na região metropolitana de Fortaleza
Cinco pessoas foram mortas, na noite desta segunda-feira, 12, em uma praça na cidade de Horizonte, região metropolitana de Fortaleza. Elas estavam em uma festa de aniversário, na Praça da Madame, no centro de Horizonte, quando uma dupla armada chegou em um carro de passeio, fuzilou as cinco pessoas - entre elas uma criança de 3 anos - e feriu outras duas. (Via Estadão)
Proteste: &39;suspender WhatsApp em aparelhos antigos é desrespeito ao consumidor&39;
No início de 2017, o WhatsApp – usado por pouco mais de um bilhão de pessoas – já deixou de funcionar em aparelhos que usam sistema operacional Android 2.1 e 2.2, iPhone 3GS/iOS 6 e Windows Phone 7. A partir de 30 de junho, será a vez dos Blackberry, Blackberry 10, Nokia S40 e Nokia Symbian S60, que irão perder o acesso ao app definitivamente. Por conta disso, a Proteste, Associação de Defesa do Consumidor vai notificar o Facebook, dono do serviço de mensagens instantâneas WhatsApp, contra a suspensão do serviço para smartphones mais antigos. Veja quais ficarão sem o serviço. 
Publicidade Baixo Internas