terça, 22 de outubro, 2019

Revista Britânica The Economist detona Bolsonaro dizendo que o mandato de Bolsonaro pode ser curto. Veja porque...

A mais nova edição da revista britânica "The Economist", em matéria publicada nesta quinta-feira, 28, voltou a fazer críticas ao presidente Jair Bolsonaro, a quem chamou de "aprendiz de presidente", e afirmou que o mandato dele pode ser curto "a menos que ele pare de provocar e aprenda a governar".
Veja a opinião do editor deste Site
Eu concordo em parte, não plenamente com a revista Britânica, eu tenho falado aqui neste site, que até o tolo se tona sábio quando se mantem calado. Se manter calado, não é ficar de boca fechada o tempo todo, mas medir as palavras, vê antecipadamente se vai trazer consequências desagradáveis o que vamos falar, vê se vai menosprezar alguém, vê se vai nos trazer sarnas para nos coçar, vê se vai trazer transtorno o que veio a nossa mente para falar.
Tem pessoas que já levou tiro pelo que falou, outros já levaram murro pelo que falou, e tem os que já morreram por causa do que falou, falar é prata, ouvir é ouro, sendo assim, vamos falar menos e ouvir mais. Não foi por acaso que Deus nos deu uma boca só, porém dois ouvidos. O homem sábio e a mulher sábia não abre a boca precipitadamente.
A língua separa os melhores amigos e a maioria dos casamentos, foi por isso que o Salmista David disse: Refreia a tua língua do mau, refrear é dar muitos freios.
A língua é tão terrível que pode provocar uma guerra entre países e reinados.
Bolsonaro, vamos medir as palavras. Carlos Bolsonaro vamos medir as palavras, Maia, vamos medir as palavras. Quem não sabe ajuntar espalha, e quem não tem sabedoria, peça a Deus, pois ele tem para dá deliberadamente.
A revista Britânica The Economist criticou só Bolsonaro, e por que não incluiu Maia e outros presidentes que não tem freio na língua.
Quem não tem mansidão e quem não tem humildade, não tem freio na língua.
Um menino Gritou: Mãe corre aqui no quarto, eu estou grande, a mãe correu lá, e quando acendeu a luz, ele não estava grande, estava apenas atravessado na cama. Toda pessoa que pensa está grande por causa do cargo que ocupa, por causa da posição social que ocupa, não está grande coisa nenhuma, está na realidade atravessado na vida que está levando. Ele pensou que estava grande porque a luz estava apagada, toda pessoa que pensa está grande, maior do que os outros, a luz dele, a luz da vida dele está apagada, ele está em escuridão densa.
Espero que algum internauta tire lições com isso que escrevi, pois tolo é aquele que não aprende com seus erros e com os erros dos outros também.
 
Publicidade Baixo Internas